29 agosto 2011

Suspiro

De todas as noites com menor ou maior quantidade de estrelas, haverão sempre umas ou outras em que os zumbidos mentais me levarão à todas as possíveis não-me-quer pétalas de sono. Ter o corpo desperto e a mente fora de qualquer limite tocável sempre foi muito fácil. Não raro acredito no que penso quando penso que não deveria crer. É como se soassem sinos um tanto atraentes e que fizessem-me mudar de foco. Aliás, essa palavra foco é algo embaçado demais em dias passageiros como tem sido os meus. "Eu, eu, eu". Esse egoísmo em querer ser diferente sem perceber que sou mais uma no meio de um monte de pessoas que sentem bem mais do que eu - ou bem menos - mas por quê, por quê julgar se, afinal de contas, experiências vão ir e vir sem que o dia tenha soado o fim ou que tenhamos nos apercebido delas? Funciona assim: se acredito nas possibilidades de um momento ou outro elas serão bem maiores do que aquelas às quais não dei muito valor. E o que são possibilidades se não um dia bonito lá fora, um sopro de vento que toca o suor, uma gota de chuva que brinca de nos beliscar ligeira... Mais, mais do que isso, mais do que qualquer foco que eu não consiga ter ou mensurar, os dias vão contar independente do meu querer e, o tempo vai ir levando com eles os dias que eu deixei de ter.Creio em fadas, elfos, sílfides e todos os nossos bons e delicados amiguinhos elementais. Creio que se eu peço auxílio, se eu faço uma prece ao Deus que toca a todos nós, que se eu penso com muita fé em todas as preciosidades mais puras que dimensiono existir , que olha! A ampulheta que leva a areia do segundo que não volta mais trás o aprendizado do pedido meu.
Quero ter bons amigos, sabe? Ter sentimentos especiais ou que me façam especial. Qual de nós não quer? Quem afinal é auto-suficiente pra se bastar?
Respira fundo. Isso também passa.

9 comentários:

  1. Quero ter bons amigos também. Acontece que, ultimamente, tenho me tornado mais só; mesmo sem querer...

    ResponderExcluir
  2. Quem afinal é auto-suficiente pra se bastar?
    Respira fundo. Isso também passa.

    Gabi, isso é lindo! Adorei seu texto, tão delicado, mas tão profundo! Parabéns!

    Obrigada pelo carinho lá no blog, vc é uma fofa!

    Beijinho, vou voltar mais vezes!

    ResponderExcluir
  3. Acho que o que nos faz diferente é a maneira como encaramos o mundo. Qualquer um pode ter roupas diferentes ou querer ser algo que não existe. Ter qualquer pessoa do lado, mas você só percebe que é realmente especial quando vê a beleza aos olhos de quem não vê :) e ser auto-suficiente é impossível, pra se bastar você precisa de um conjunto de coisas que já são um tanto paradoxais. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Dá vontade de ser totalmente alienada para não perceber nem querer nada disso..
    Mas sabe.. "respira fundo.. isso passa".. não acho que exista a necessidade de passar. Talvez o segredo esteja em não querer que passe, mas em perceber e processar tudo isso de forma diferente.. enfim..

    Há! Quem precisa de dieta no final de semana? Só um browniezinho não faz mal a ninguém! :P

    Gostei do blog! Devias postar mais vezes! ^^
    ..
    *

    ResponderExcluir
  5. Sozinho não se chega ao longe. É sempre bom ter gente amada por perto.

    Tudo na vida passa, as coisas boas vêm.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. É estranho mesmo sentir-se tão diferentemente igual aos outros porque todo mundo se diz absolutamente diferente, mas tanto, tanto, que no fim somos todos iguais, ao menos nessa vontade de sermos diferentes...rs

    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. Pensei em você também antes de postar aquele vídeo.. ^^

    Que bom que gostou. É bom quando algo que vemos ou ouvimos nos fazem refletir e resignificar coisas à nossa volta, fatos, pensamentos... :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Gabi, essa é a minha vez de dizer "Tive vontade de cortar essa postagem num papel de coração e colocar perto de mim." Muito muito muito lindo o que escreveu, e compartilho do mesmo sentimento.

    Agradeço por compartilhar algo assim tão bonito, e assim como a Bibi acima, acredito que isso não tenha que passar, muito pelo pelo contrário, tenha que se manter em meio ao mundo incrédulo.

    Bisous.

    ResponderExcluir